Siga o Sindojus-SP

dfd9905a884438ea391739149dbcd9ac

TJMT garante acesso de qualidade ao PJe

O Poder Judiciário de Mato Grosso (PJMT), sempre comprometido com o amplo acesso da população aos serviços judiciários, vem trabalhando incessantemente para garantir a disponibilidade e resultados positivos dos serviços ofertados ao público em geral. Entre as ações que vem sendo priorizadas pelo Tribunal de Justiça são os investimentos em um grande conjunto de medidas de intervenção no sistema Processo Judicial Eletrônico (PJe) para a plena disponibilidade do programa, utilizado para registrar e dar andamento virtualmente às demandas propostas na Justiça Estadual.

A meta do PJMT é que o PJe esteja instalado em todas as unidades cíveis do Estado até o final de 2018. A partir do ano que vem, todos os novos casos cíveis do Estado deverão ser recebidos via PJe.

Diante do fato de o PJe ter passado por um período de lentidão excessiva (17 de maio a 24 de junho) tendo em vista, segundo a Coordenadoria de Tecnologia da Informação (CTI) do TJMT, a triplicação dos logins feitos no sistema por consultas robotizadas de processos – o que gerou até mesmo a solicitação por parte da Ordem dos Advogados do Brasil Secccional Mato Grosso de suspensão imediata do uso obrigatório da ferramenta -, várias medidas adaptativas e evolutivas foram adotadas pela Administração para que a situação que fosse contornada.

Segundo o coordenador do Comitê Gestor do PJe no Estado, juiz auxiliar da Presidência João Thiago Guerra, o programa passou um período de lentidão por muitas causas que convergiram, tendo em vista o rápido crescimento do número de acesso feitos no sistema, situação que foi contornada com sucesso já que uma série de ações já estava sendo tomada para aprimorar a estrutura de suporte do sistema.

“Aconteceu um aumento anormal de acesso ao sistema. Porém, este é um fato que vinha sendo monitorado e sabíamos que iria acontecer, e, por isso, já tínhamos organizado um grande conjunto de medidas de intervenção no sistema. Investimentos que foram realizados ao longo de 2107 e estavam prontos para ser atualizados e postos em prática”, ressaltou o magistrado.

Guerra destaca também que com esforço da Coordenadoria de Tecnologia da Informação, além de normalizar a estabilidade do sistema, o PJe agora está melhor do que antes. Segundo destaca, atualmente o programa está funcionando com uma performance muito boa e os usuários estão bastante satisfeitos. “O Tribunal de Justiça tem o PJe como principal ferramenta de negócio. A Administração tem dado muita atenção à disponibilidade, ao desempenho e ao uso do programa. Temos ferramentas de monitoramento e temos consultoria que trabalha dentro do TJ ajudando as equipes a aprimorar os mais variados aspectos do sistema. Tudo isso é possível porque o PJe foi eleito como uma prioridade estratégica do PJMT”.

O juiz ressaltou ainda que se alguém ainda enfrentar entrave com relação ao uso do sistema, que entre em contato com a CTI pelo telefone (65) 3617-3900 para que a situação seja avaliada individualmente.

Nova versão – Agora o grande objetivo da Administração do TJMT é implantar a versão 2.0 do PJe. Versão que visa trazer ganhos estruturais de arquitetura, de performance e melhoria da experiência do usuário.

“Muitos dos nossos usuários reclamam do excesso de cliques no PJe e essa nova versão 2.0 vem justamente para tratar isso. Os próximos 60 dias estão direcionados exclusivamente à implantação da versão 2.0. Nossa expectativa é que entre setembro e outubro nós consigamos a evolução da versão e a partir desta nova versão será realizada mais uma rodada de implantações do PJe, para alcançar as comarcas de Primeira Entrância”, pontuou o juiz João Thiago Guerra.

O magistrado relata ainda que paralelamente à instalação da nova versão, novos links da internet e novos servidores estão sendo entregues e instalados nas comarcas. “Acreditamos que até setembro todas as comarcas vão receber os novos links da internet, o que vai criar também uma melhor experiência para o usuário. Enfim, existe uma série de ações estruturantes de tecnologia e de melhorias que irão acontecer até o final deste ano. A previsão é chegar a R$ 90 milhões em investimentos nessa área”.

Fonte: Sindojus/MT


Leave a comment


Nossa principal prioridade é valorizar os Oficiais de Justiça

Trabalho, seriedade, competência e respeito pela Categoria, essa é nossa marca! Valorização dos Oficiais de Justiça.

Diretoria

Diretoria

Convênios

Convênios