Siga o Sindojus-SP

holding pink breast cancer awareness ribbon

Outubro Rosa: pela prevenção e combate ao câncer em mulheres

PREVENÇÃO

A campanha Outubro Rosa nasceu na década de 1990, nos Estados Unidos, como forma de conscientização sobre o câncer de mama: uma doença que afeta mais de 2 milhões de pessoas por ano, só no Brasil.

Quanto antes for descoberto, melhor. Apesar de não ter cura, tem tratamento – dependendo da fase do câncer – podendo envolver quimioterapia, radioterapia e cirurgia.

O câncer de mama é o tipo mais comum entre as mulheres e de acordo com os dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA), cerca de um quarto de todos os novos casos, a cada ano, são de mama. E, engana-se quem acha que apenas mulheres estão sujeitas à doença. Apesar de corresponder a apenas 1% do total de casos deste tipo de câncer, o diagnóstico também acomete os homens.

Sintomas
Os principais sinais e sintomas do câncer de mama são:

Caroço (nódulo) fixo, endurecido e, geralmente, indolor;

– Pele da mama avermelhada, retraída ou parecida com casca de laranja;

– Alterações no bico do peito (mamilo);

– Pequenos nódulos na região embaixo dos braços (axilas) ou no pescoço;

– Saída espontânea de líquido dos mamilos.

De forma a identificar possíveis alterações nas mamas, fazer o autoexame regularmente é muito importante. Caso a mulher perceba quaisquer alterações persistentes, deve-se procurar imediatamente um serviço para avaliação diagnóstica. No entanto, tais alterações podem não ser câncer de mama.

A doença tem índice baixo antes dos 35 anos, porém, com o passar da idade, esta taxa aumenta, principalmente após os 50 anos. Em todo o país, o INCA estima quase 58 mil novos casos para 2016, entre homens e mulheres. É um tipo de câncer considerado multifatorial, envolvendo fatores biológico-endócrinos, vida reprodutiva, comportamento e estilo de vida, como: envelhecimento, fatores relacionados à vida reprodutiva da mulher, alta densidade do tecido mamário, consumo de álcool, excesso de peso, sedentarismo, idade, histórico familiar de câncer de mama, alterações em genes, entre outros.

Quanto antes diagnosticado, mais chances o paciente possui de alcançar a cura. Um tumor mamário detectado no início significa cura definitiva em 90% dos casos, sem perda da mama. Por isso é muito importante se prevenir e realizar exames regularmente. A prevenção primária envolve uma alimentação saudável, prática de atividade física regular e manutenção do peso ideal. A detecção precoce do câncer de mama pode ser feita pelo autoexame (com um centímetro de diâmetro, o tumor já é palpável) e também através da mamografia, para mulheres entre 50 a 69 anos (recomendação do Ministério da Saúde).


Leave a comment


Nossa principal prioridade é valorizar os Oficiais de Justiça

Trabalho, seriedade, competência e respeito pela Categoria, essa é nossa marca! Valorização dos Oficiais de Justiça.

Diretoria

Diretoria

Convênios

Convênios