Siga o Sindojus-SP

Oficial de justiça irá checar situação de portugueses no Débora Cristina

Oficial de justiça irá checar situação de portugueses no Débora Cristina

A juíza Gislaine de Brito Faleiros Vendramini, da 4ª Vara Criminal de Rio Preto, determinou que um oficial de justiça vá até o condomínio Débora Cristina, na zona sul da cidade, na tarde desta terça-feira, 16, para verificar a situação da família de portugueses que alega estar impedida de acessar o imóvel desde sexta-feira,12, após o dono da casa suspender o contrato – até então verbal – de locação.

Segundo o advogado, José Luiz Polezi, que defende a família, a avó de 80 anos, mãe e três netos estariam isolados na casa, impedidos de acessar áreas comuns do condomínio, como parques de lazer, sofrendo de cárcere privado, enquanto os demais familiares encontram-se fora do imóvel e também estão impedidos de entrar. “Cuida-se de Habeas corpus, com pedido liminar, para garantir o direito de ir e vir dos pacientes, portugueses, que estariam sendo impedidos de ingressar nas dependências do Condomínio Débora Cristina, em residência locada verbalmente, na qual estão três crianças, uma senhora de 80 anos e seus móveis. Para análise da liminar, diante da peculiaridade da situação, determino a expedição de mandado de constatação, devendo o Oficial de Justiça dirigir-se à residência indicada, constatando e certificando quem está no imóvel e se há móveis e sinais de mudança recente”, determina a juíza no despacho. “Cumprida a medida, abra-se conclusão para análise da liminar”, completa.

Segundo o advogado Polezi, até o início da tarde a ordem ainda não havia sido cumprida. Já o advogado do condomínio, Marcos Cais, alega que já propôs à família deixar o imóvel e nega os abusos relatados. Ele também afirmou iria registrar boletim de ocorrência e tomar todas medidas cabíveis. Cais explica que seu cliente (dono do imóvel) não quer mais alugar a casa e nunca houve contrato assinado, porém confirmou que, na semana passada, ele havia dado autorização para a mudança.

Fonte: Diário da Região


Leave a comment


Nossa principal prioridade é valorizar os Oficiais de Justiça

Trabalho, seriedade, competência e respeito pela Categoria, essa é nossa marca! Valorização dos Oficiais de Justiça.

Diretoria

Diretoria

Convênios

Convênios