Siga o Sindojus-SP

sem-imagem

Justiça Restaurativa de São Paulo prossegue na ressocialização de jovens

Com o apoio da Coordenadoria da Infância e da Juventude do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJSP), desde 2005 o projeto Justiça Restaurativa na ressocialização de jovens existe como uma forma de afastar o caráter estritamente punitivo das sentenças tradicionais. O objetivo é buscar a conscientização e responsabilização das partes envolvidas nos conflitos, para diminuir a reincidência.

Sobre essa iniciativa, o programa CNJ no Ar entrevista, nesta segunda-feira (7/4), o juiz Egberto de Almeida Penido, coordenador do Núcleo de Estudos de Justiça Restaurativa da Escola Paulista da Magistratura e do projeto no âmbito da Vara Especial da Infância e da Juventude da cidade de São Paulo.

Outro tema da pauta é a padronização de regras para tornar efetiva a alienação de bens apreendidos, que vem sendo alvo de estudo por um grupo especial da Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro (Enccla) do qual do Conselho Nacional da Justiça faz parte.

Fonte: Agência CNJ de Notícias

 


Leave a comment


Nossa principal prioridade é valorizar os Oficiais de Justiça

Trabalho, seriedade, competência e respeito pela Categoria, essa é nossa marca! Valorização dos Oficiais de Justiça.

Diretoria

Diretoria

Convênios

Convênios